Cirurgia de orelha

INFORMAÇÕES SOBRE CIRURGIA DA ORELHA

Otoplastia é termo empregado para designar a cirurgia plástica da orelha e tem por finalidade harmonizar as orelhas com o segmento cefálico propiciando uma maior satisfação do paciente, apesar da grande complexidade em face dos muitos desenhos das cartilagens. Existem várias intervenções que podem ser feitas na orelha, sendo a mais comum a da chamada “orelha em abano”. Estas cirurgias devem aguardar a completa formação do pavilhão auricular, o que só acontece, em média, em torno dos dez anos de idade.


PROCEDIMENTO CIRÚRGICO, HOSPITALIZAÇÃO E ANESTESIA

Após a maturação do pavilhão auricular, ali poderão ser realizadas cirurgias que podem interferir nas cartilagens e pele da orelha, de formas diferenciadas com intuito de solucionar problemas específicos. As cicatrizes podem ser na frente ou atrás das orelhas, ambas, comumente, com bons resultados. No que se refere a anestesia, a mesma pode ser geral ou bloqueio com sedação, sendo o período de hospitalização variável; e sempre tomando-se as medidas de segurança exigidas para cada caso.


CUIDADOS PÓS – OPERATÓRIO

1. Após em média 03 dias, o curativo pós–cirúrgico será retirado, podendo ser lavada a cabeça e orelhas com xampu ou sabonete neutro com cuidados devidos a uma região operada, evitando tracionar a orelha.

2. Após o 1º banho e retirada do curativo o paciente deverá manter as orelhas levemente comprimidas junta a cabeça, podendo usar lenço ou faixa, principalmente durante a noite por 30 dias.

3. As áreas das suturas, devem ser mantidas limpas, evitando-se a formação de crostas com aplicação de substâncias umectantes conforme orientação médica.

4. Durante os primeiros 30 dias indica-se a posição de decúbito dorsal, evitando deitar-se de lado sobre as orelhas.

5. Os pontos das suturas deverão ser retirados em torno de 15 dias e mantidos os cuidados para compressão.

6. As atividades esportivas serão liberadas de acordo com a evolução pós–cirúrgica e a critério médico.


LIMITES E POSSIBILIDADES CIRÚRGICAS

Existem vários graus de complexidade nas cirurgias das orelhas, e baseado nos mesmos, podemos obter resultados discretos e até mesmo atingirmos o programado e desejado. É fundamental a compreensão de que retoques poderão ser necessários, em geral em torno do 6º mês após a cirurgia, e os retoques requerem cuidados semelhantes aos da primeira cirurgia. A equipe médica não lhe cobrará honorários quando o retoque for realizado dentro do prazo de 1 ano, entretanto é sua responsabilidade os gastos hospitalares e laboratoriais. Após esse período a equipe médica passará a cobrar como se uma nova cirurgia fosse realizada. O cuidado com as cicatrizes é importante pois as mesmas sofrem os riscos inerentes a qualquer cirurgia.


FUMO E MEDICAMENTOS

Pacientes fumantes devem suspender esse hábito pelo menos 21 dias antes e depois da cirurgia, pois o fumo prejudica a circulação sangüínea e dificulta a cicatrização, levando até mesmo à formação de necroses de pele. O uso de aspirina, fórmulas ou medicamentos para eliminar o apetite, e de alguns tipos de antiinflamatórios deve também ser suspenso pelo menos 30 dias antes da cirurgia, por causarem aumento de sangramento. Recomenda-se no pós-operatório, a realização de drenagem linfática, que propiciará uma melhor evolução pós-cirúrgica.



Voltar

Caio Pereira Neto - Av. Santos Dumont, 263 - Aflitos, Recife - PE.
Fone/Fax : (81) 3241.3333

Website desenvolvido pela Unu Soluções